Vénus retrógrada e Lua Cheia no Eixo Touro/Escorpião – Vives de acordo com os teus valores, ou andas a ser “vitima” do teus contravalores?

Estes são tempos de grandes ondas, de grande tumulto. Tumulto porque acima de tudo, parece que o mundo está a dividir-se em fações opostas e na consequência disso constrói trincheiras para se proteger do agressor, que está do lado oposto daquela que é a perceção de uma posição particular. Estou a falar não tanto dos acontecimentos das últimas semanas (que curiosamente coincidem com o movimento retrogrado de Vénus em Escorpião), mas  da reação das pessoas aos ditos eventos.

Vamos começar por falar de Vénus: Vénus fala-nos dos nossos valores, sejam os valores base aqueles cujos alicerces se enraízam nas  bases da nossa educação, sejam os valores que expressam a essência mais pura da nossa Alma. Depois também é a própria Vénus que nos ajuda a encontrar parceiros/parcerias com pessoas que são atraídas ou repelidas pelos nossos valores.  Se olharmos para um mapa Natal veremos que Vénus rege a casa 2 que pertence ao domínio de Touro e no outro extremo (na outra trincheira) fica a casa de Plutão, senhor que rege os reinos de Escorpião.

Então, quando Vénus saí do seu palácio e atravessa as muralhas construídas com as pedras basilares dos valores herdados pela 1ª infância e pelo ambiente cultural onde cresceu, e se vê obrigada a entrar no território “inimigo”, ou seja o território onde vive aquele que ela mais teme, que ela mais rejeita (a sua sombra), ela não pode ficar muito satisfeita e porquê? Porque vê-se obrigada a mergulhar no submundo onde terá de se confrontar com as suas verdadeiras motivações, o material inconsciente que deu origem aos pilares que sustêm o seu palácio e tudo o mais que ela considera seguro e estável na vida.

Porque nesta terça-feira, a Lua Cheia vai iluminar justamente a estrada que percorre a distancia entre a casa 2 e a casa 8, o eixo Touro/Escorpião, todas as questões que até agora tem andado a ser remexidas no nosso interior podem muito bem ficar ainda mais ampliadas, gerando grandes ondas emocionais para o nosso corpo físico acolher.

O caso mediático do Ronaldo é uma expressão perfeita desta Vénus retrograda em Escorpião.

Ao mergulhar nas águas escuras do reino de Plutão, ou Hades como era conhecido na mitologia grega, a nossa Vénus vai ser obrigada a confrontar-se com a energia sexual reprimida, e em que área é que essa repressão se anda a manifestar, ainda que de forma muito inconsciente. Pode estar a expressar-se na relação com o dinheiro e posses, numa relação afetiva e amorosa, no  sentido de “posse” sobre o outro ou sobre os seus bens materiais, ou por exemplo na relação com a natureza, como os recursos; ou na forma como comunicamos, julgamos e atacamos aqueles que ferem os nossos valores, muitas vezes como reação de defesa para que não sejamos obrigadas-l1000s a olhar para os nossos contravalores.

Vale aqui dizer que esta energia sexual que estou a falar não se reduz só a sexo, mas à energia primordial que dá a vida e o prazer de nos relacionarmos connosco mesmas e com os outros, do  corpo e dos sentidos, e que rege a expressão criativa.

É a energia sexual que confere ao individuo o sentimento de direito à felicidade.

Vénus a revisitar o submundo não pode mais fechar os olhos à sombra de Plutão, e é “forçada”  a perceber onde é que, dentro do seu palácio finamente decorado com as melhores intenções e necessidades, enterrou a voz do inconsciente, foi na canalização? Se foi será a canalização do seu palácio que ruirá e serão as emoções as mais afetadas. Foi nas paredes? Talvez seja a vida financeira ou o status que vão sofrer, seja em que parte da sua casa for, Vénus terá o trabalho de reformular a nossa relação com os nossos valores, tendo de trazer à luz a sua sombra.

No Curso a Arte de Tecer a Vida, falamos sobre valores e contravalores, ou valores antagónicos, deixo aqui um excerto do manual que elaborei para o Amuleto, a primeira forma elementar que tecemos nos círculos de tecelagem:

“Se os nossos valores mais importantes estão ligados a emoções que queremos sentir, os valores antagónicos falam-nos das emoções que queremos evitar a todo o custo. O problema é que como o nosso inconsciente reage muito mais rapidamente ao que quer evitar do que ao que quer sentir, às vezes os valores antagónicos falam mais alto. Por exemplo:  Eu quero ser reconhecida pelo meu talento e mostrar o que realmente tenho para dar. – Posso ter o valor reconhecimento a falar alto, mas posso inconscientemente ter um valor antagónico como: medo da exposição ou julgamento, e tomar uma série de decisões inconscientes para atrair pessoas e situações de forma a sabotar o meu real objetivo.  “

Então durante este movimento de Vénus somos convidadas a silenciar a mente, a vir para o corpo (Touro) de forma a: ajudá-lo a reconhecer todas emoções que afloram das águas do submundo e ao mesmo tempo encontrar um lugar seguro apartir do qual possamos olhar com honestidade para estas mesmas emoções, entendendo o que é que elas comunicam acerca de quem somos e do que realmente valorizamos.

Ainda no manual do curso a Arte de Tecer a Vida, no tema do Amuleto:

Lembra-te que normalmente somos mais motivadas a evitar a dor do que a procurar o prazer. Saber o que é que nos faz sofrer ajuda-nos a perceber porque é que muitas vezes resistimos ao chamado, ou de onde vem o nosso mecanismo de auto–sabotagem. “

Então e o que isto tem a ver com as trincheiras que eu falei ainda há pouco?

Porque tal como nós, a sociedade reflexe através deste extremismo de valores,  não aquilo em que realmente acredita ou o que deseja para o futuro, mas simplesmente aquilo que se esforça a todo o custo para evitar.

Então esta será uma Lua Cheia rica, muito rica para todas nós!

Caminhamos Juntas.

Ps. Se quiseres mais sobre o curso a Arte de Tecer a Vida, clica aqui.

Se te identificas com que acabaste de ler, talvez queiras assinar a minha newsletter mensal, a cada Lua Cheia eu envio um e-mail com novidades e inspiração.
Subscreve o correio da Lua Cheia
Aqui

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s