Arte Têxtil

251897_450881814945729_318687828_nTrabalho com têxteis há mais de 10 anos, sendo estudiosa do ciclo da lã, em especial a fiação com roda. Todas as minhas peças nascem devagar saboreando cada parte do processo, desde a compra ou tratamento das fibras, até ao design e cada minuto (das muitas horas) que cada uma leva a ser executada.

Todos os materiais são naturais, a maioria dos fios são fiados e tingidos por mim com lãs portuguesas. Sedas, algodão, cânhamo e outras fibras são utilizadas tendo sempre em consideração a sua origem. Cada uma delas reflete o meu mundo interno e a forma como observo e interpreto a realidade que me rodeia.

Album de peças disponíveis: em breve

 

Labirintos de dedo Personalizados

Para meditar em movimento, seguindo o teu fio para o centro.

Os labirintos são feitos por encomenda, bordados com lãs, algodão e seda em bastidor, com tecido de algodão ou linho, personalizados e sentidos conforme a energia de cada pessoa.
O bastidor tem cerca de 30cm, e poderás deixar todo o processo entregue à mim e à minha sensibilidade criativa, ou poderás escolher um dos labirintos que posteriormente enviarei com instruções, podes desenha-lo decorá-lo e enviá-lo para mim, para que eu o possa reproduzir.

O preço por labirinto varia entre os 60 e os 80€ + portes, sendo acordado mediante o tipo de labirinto e os materiais utilizados.

Mais sobre labirintos:

Existem referências históricas de labirintos que vão desde há 4.000 anos até ao período Neolítico, passando pela idade do Bronze, e cujos vestígios podem-se encontrar por todo o mundo como Índia, Suméria, Egito, continente Americano e claro a Europa. Curiosamente a popularidade dos labirintos é maior do que nunca, estima-se que cerca de 10.000 labirintos tenham sido construídos nos últimos anos, e o numero não para de crescer. Alguns dos locais escolhidos para a construção de labirintos são surpreendentes como: hospitais, pátios de escolas, prisões, igrejas entre muitos outros… Parece que há uma simbologia no labirinto, que é universal e transversal ao tempo e à cultura. Há médicos e cientistas a conduzir estudos relacionados com o ato de caminhar no labirinto e a atividade neurológica, acreditando que o efeito no cérebro se possa assemelhar ao da meditação. Na verdade percorrer um labirinto constituí uma forma de meditação ativa, e segundo o Dr Herbert Benson da Faculdade de Medicina de Harvard, atividades meditativas que visem alcançar um ponto em particular (claramente o caso do labirinto), são extremamente eficientes na redução da ansiedade.

Artigos escritos por mim sobre o trabalho com labirintos:

Revista Vento e Água Número 7 – O labirinto e a Zona 5 do Baguá.

Labirinto, um caminho para a Paz Interior

Queres saber mais? Contacta-me

tear do destino

É nos têxteis que me encontro, que me construo e reconstruo sem fim, fiar, tecer, bordar para mim é uma forma de estar na vida, de encontrar o meu lugar na grande roda da vida cíclica.
Ana Alpande

Advertisements